Qual a diferença entre técnico e tecnólogo em logística?

Se você está pensando em iniciar seus estudos, precisa conhecer a diferença entre curso tecnico em logistica e tecnologo em logistica. Assim, você pode escolher o curso que tem maior relação com o seu objetivo dentro da profissão. Já podemos adiantar que as maiores diferenças estão no nível, duração e requisito. Vamos falar um pouco mais sobre cada um desses pontos para você entender melhor.

O curso tecnico em logistica é de nível médio, apenas o tecnologo em logistica é considerado uma graduação, ou seja, um curso de nível superior. Além disso, enquanto o técnico pode durar entre 3 meses e 3 anos, os tecnólogos costumam ter de 2 a 3 anos de duração. Só com essas informações, já deu para ter uma ideia sobre as diferenças. Então, a partir de agora, você já deve saber em qual curso quer estudar.

Para completar os pontos que diferem os dois, há os requisitos. O tecnólogo exige que os estudantes tenham completado o ensino médio. Já o curso tecnico em logistica há em diferentes formatos e por isso exige diferentes níveis de escolaridade, como ensino fundamental incompleto, ensino fundamental completo, ensino médio incompleto ou completo.

O que se aprende no curso de tecnólogo em logística?

Como já falamos anteriormente, o curso de tecnologo em logistica é considerado uma graduação. Sendo assim, ela te prepara para os desafios da profissão e para o mercado de trabalho na área. Vamos falar um pouco mais sobre as disciplinas que serão ensinadas durante esses três anos de duração. Assim, você já sabe o que esperar da graduação.

Durante o primeiro semestre, os alunos terão acesso a disciplinas como essas: Filosofia das Ciências Sociais; Empreendedorismo; Sociologia Geral; Fundamentos da Economia; Métodos e Técnicas de Pesquisa; e Gestão de Pessoas. Já no segundo semestre, os ensinamentos serão sobre as seguintes matérias: Legislação Empresarial; Direitos Humanos e Relações Étnico-Raciais; Comunicação Empresarial; Língua Brasileira de Sinais – Libras; Administração da Produção e Materiais; e Gestão de Operações e Estoques.

Já no segundo ano de aprendizagem, os alunos estarão preparados para os seguintes ensinamentos: Gestão da Cadeia de Suprimentos; Canais de Distribuição de Marketing; Educação Ambiental e Cidadania; Logística Reversa; Gestão de Compras e Fornecedores; Tópicos Especiais em Logística; Gestão de Custos e Riscos Operacionais; Logística e Transporte Internacional; Gestão de Transportes; Mobilidade e Logística Urbana; e Sistemas de Movimentação e Armazenagem.

O curso de tecnologo em logistica exige o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)?

Muitas pessoas ficam apreensivas sobre o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Primeiro, é preciso entender que esse é um projeto que ocorre, normalmente, nos últimos semestres da graduação. A ideia é que o aluno escolha um tema dentro da área de logística e defenda uma ideia através da apresentação do seu trabalho. Também há trabalhos finais que contam apenas com a produção de um artigo, sendo assim, não há a necessidade de apresentação.

Agora que você já sabe o que é o TCC, podemos dizer que não há uma obrigatoriedade em realizar esse trabalho no curso de tecnologo em logistica. Mas, algumas instituições de ensino podem cobrar essa prática. Então, para ter certeza, é necessário conferir a grade curricular do curso na faculdade em que você tem interesse em ingressar. A grade curricular traz todas as matérias que o estudante aprenderá durante o curso.

Assim como o Trabalho de Conclusão de Curso há outras etapas que podem ser exigidas do aluno. Como por exemplo, o estágio supervisionado e as atividades complementares. O estágio é o primeiro trabalho do estudante na área e é uma etapa importante para fazer bons contatos profissionais e aprender na prática. Já as atividades complementares são ações em que o aluno participa fora do dia a dia das aulas, como palestras, cursos e workshops. Cada atividade conta pontos e o aluno deve atingir uma média que é definida pela própria faculdade ao final do curso.

A realização do estágio e das atividades complementares também dependem de cada instituição e também constam na grade curricular. Mas a ideia é que você consiga ver essas atividades como uma etapa para adquirir conhecimento e não como uma obrigatoriedade. Afinal, o curso tecnologo em logistica tem como principal objetivo te preparar para uma carreira de sucesso.