A imagem mostra uma pessoa que sofre de retenção de líquidos.

Como combater a retenção de líquido?

A retenção de líquido é conhecida popularmente por apresentar inchaço em diversas regiões do corpo, como barriga, mão, pernas e pés, aumento de peso e até edemas.

Isso ocorre quando o organismo não elimina corretamente os líquidos ingeridos e acaba acumulando nas células.

Na maioria dos casos, a retenção de líquido pode ser amenizada com medidas simples, como elevar as pernas ou levantar os braços abrindo e fechando as mãos.

Outras medidas que ajudam a aliviar a retenção de líquido e que são possíveis de serem realizadas no dia-a-dia são:

  • Ter uma alimentação mais natural e reduzir o consumo de sal;
  • Utilizar calçados que não apertem os pés, dificultando a circulação;
  • Praticas atividades físicas;
  • Realizar massagem e drenagem linfática nos locais inchados;

Apesar de ser possível amenizar os sintomas da retenção de líquido, é muito difícil combatê-la.

A imagem mostra um exemplo de um medicamento usado para o combate com a retenção de líquido.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico é baseado em avaliação médica, complementada de exames de sangue e urina, cardíacos, hepático, renal, imunológico e tireoidiano.

Para cada tipo de inchaço e/ou edema deve haver uma causa e, consequentemente, um tratamento específico.

Os locais mais fáceis para se perceber a retenção de líquido são pernas e costas, especialmente em pessoas que passam muito tempo em pé ou deitadas devido a força da gravidade.

Assim que percebido um inchaço repentino das pernas, mãos ou pés, vermelhidão no local, falta de ar, é necessário buscar ajuda médica imediatamente para que seja definida a causa da retenção de líquido e qual será o tratamento adotado.

 

Principais causas

De modo geral a retenção de líquido pode ser provocada por diversos motivos, como problemas nos rins, fígado, coração ou doenças da tireoide.
No entanto, separamos uma lista com as 10 principais causas. Veja:

1 – Alimentação com muito sal

O sódio é o responsável por reter água e aumentar a retenção de líquidos no corpo. Portanto, se faz necessário diminuir a quantidade de sal nos alimentos ou substituí-lo totalmente por outros temperos e ervas.

 

2 – Beber pouca água

Mais de um terço do corpo humano é composto por água e mantê-lo hidratado é fundamental para o funcionamento do organismo, principalmente os rins. A desidratação faz com que o corpo retenha mais líquido para compensar o déficit, portanto é de suma importância beber de 2 a 3 litros de água por dia.

 

3 – Problemas cardiovasculares

Problemas como pressão alta ou insuficiência cardíaca podem ocasionar retenção de líquido por conta da dificuldade de o sangue ser bombeado pelo sistema sanguíneo. Nesse caso, o cardiologista irá avaliar e poderá iniciar o tratamento com diuréticos, por exemplo.

 

4 – Problema renal

A retenção ocorre quando os rins não funcionam corretamente e não eliminam os líquidos do corpo pela urina. O acompanhamento do nefrologista é vital para definir as diretrizes do tratamento. Em certos casos, a hemodiálise é prescrita como opção.

 

5 – Problema hepático

A insuficiência do fígado pode causar retenção de líquido devido a falta de albumina, um tipo de proteína. Esse problema pode ser causado por hepatite ou alcoolismo. Portanto, deve-se evitar o consumo de álcool, sal e procurar um acompanhamento de um médico hepatologista.

 

6 – Alterações hormonais

A retenção de líquido é frequente em mulheres devido às alterações do ciclo menstrual, e é percebida pelo inchaço abdominal e das mamas. Mas doenças como hipotireoidismo, que podem atingir tanto homens quanto mulheres, causam retenção de líquido por conta da variação da quantidade de hormônios T3 ou T4, responsáveis por manter os níveis de líquidos no corpo. Um acompanhamento com ginecologista e endocrinologista é fundamental para que seja feita uma avaliação dos hormônios e realizar o tratamento adequado.

 

7 – Gravidez

A retenção de líquido na gravidez é normal devido ao aumento da produção da relaxina, hormônio responsável por dilatar os vasos sanguíneos, ocasionando inchaço nas pernas e tornozelos. Deve-se beber muita água e elevar as pernas sempre que possível.

8 – Pouca atividade física

A prática regular de atividade física ajuda na circulação sanguínea, combatendo assim retenção de líquidos. O recomendado é fazer alguma prática por pelo menos 30 minutos, três vezes por semana.

 

9 – Ficar na mesma posição por muito tempo

Longos períodos em pé, sentado ou até deitado, podem ocasionar retenção de líquido pela dificuldade de circulação sanguínea. Quando for necessário ficar muito tempo sentado deve-se levantar e movimentar os pés e braços a cada hora pelo menos. No caso de ficar em pé, deve-se dobrar as pernas e movimentar os tornozelos.

10 – Medicamentos

Diversos tipos de medicamentos como corticóides e remédios para pressão alta podem causar retenção de líquido como efeito colateral ao uso. Quando isso ocorrer, o médico deve ser avisado para que a dosagem seja diminuída ou então descontinuada.

Agora que você já sabe tudo sobre retenção de líquidos é importante seguir as orientações indicadas para prevenir e até mesmo tratar as causas e os sintomas. Em todo caso, procure por um médico especialista quando for necessário. Descubra mais sobre o combate a retenção de líquidos na Dermo Manipulações.